SESC Carmo recebe bate-papo, documentário “Eu sou a próxima” e livro “Vozes transcendentes: os novos gêneros na música brasileira”.

Nesta segunda-feira, 23 de abril, das 16h às 18h, o SESC Carmo recebe o debate “Juventudes Periféricas: gênero, sexualidade, identidade e resistência” com a Coletiva Luana Barbosa, Larissa Ibúmi Moreira e Douglas Belchior.

O objetivo é trazer uma discussão sobre a juventude periférica, sobretudo o caráter de opressão e violência, mas também enquanto resistência e produção cultural relacionadas às questões de gênero, sexualidade e raça.

O bate-papo começa pela temática do feminicídio e lesbofobia com a exibição do documentário “Eu sou a próxima”, produzido pela Coletiva Luana Barbosa, formada por um grupo de nove mulheres periféricas, duas mães, todas negras e/ou indígenas, oito lésbicas e uma bissexual.

A historiadora, Larissa Ibúmi Moreira, traz o seu livro recém lançado “Vozes transcendentes: os novos gêneros na música brasileira” e trará a discussão sobre a produção cultural enquanto expressão e resistência.

Douglas Belchior trará provocações sobre a história e narrativa da resistência negra no Brasil e os legados da escravidão para a formação da sociedade atual, além de pontuações sobre a organização política e resistência negro a partir do período pós-abolição.

O evento é aberto ao público e convida os jovens a pensar sobre os caminhos de se construir, lutar e resistir na sociedade.

SERVIÇO
Dia 23/4, segunda, das 16h às 18h
AUDITÓRIO
Não recomendado para menores de 14 anos
Grátis – Inscrições gratuitas na Central de Atendimento – Vagas limitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *